na cabeceira ~ Um Amor Para Recordar


não sei se foi pior ter assistido o filme primeiro. chorei ao ler o livro, mas não tanto como chorei ao assistir o filme. gosto de chorar, então, preferi o filme. rs demorei horrorosamente para ler esse livro, consequências de um período corrido e exaustivo da minha vida, não da minha preguiça, não dessa vez, eu juro! rs

---------------------------------------------------------------------------------------------------------
aqui no cadê minha fluoxetina??, a tag Na Cabeceira é utilizada na postagem das minhas resenhas literárias. sejam estas dos livros que eu amei e recomendo ou mesmo daqueles que eu não gostei tanto assim. 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Livro: Um Amor Para Recordar, 184p.
Editora: Novo Conceito
Avaliação:      

“Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.”

eis um fato: eu me emociono muito facilmente! ok, tudo bem que muitos choraram ao assistir Um Amor Para Recordar e aposto que muitos também choraram ao ler o livro. (você não chora lendo? bom pra você! eu às vezes molho as páginas e preciso dar uma pausa porque a visão chega a ficar embaçada. =] rs é sério!) não que esse livro tenha me feito chorar feito criança (como ao ler A Última Música), mas, nas últimas páginas principalmente ele me emocionou bastante e me arrancou lágrimas consideráveis.

não consegui ler esse livro sem a todo momento me lembrar do filme, então já vou avisando que não vou conseguir fazer essa resenha sem comparar os dois. isso é impossível acontecer, principalmente considerando as diferenças que existem eles. então para começar, como já foi dito lá em cima, prefiro o filme.

Landon carter é (no livro) um cara normal, cursa o terceiro ano do ensino médio, e a única transgressão que, na verdade nem chega a ser uma transgressão, que comete na vida é, junto com os amigos, comer amendoins no cemitério. (what?) além de provocar o reverendo Sullivan. coisas normais, na minha opinião, ainda mais se analisarmos como Landon é no filme, um exemplo típico de adolescente problemático e sem regras.

Jamie no filme se manteve fiel ao livro, assim como a mãe de Landon. foram duas personagens muito bem descritas e fáceis de se imaginar. mas ainda assim senti falta de Jamie e seu telescópio no cemitério, admirando as estrelas. já o seu pai, mesmo que também muito bem exposto na obra, se mostrou mais amargo e fechado no livro, mesmo no final da trama.

achei o livro no geral um pouco meio morno. ao perceber que seriam somente 184 páginas  para uma história tão linda como a que conheci no filme, fiquei imaginando como Nicholas conseguiria expor tantos detalhes. me frustrei um pouco ao encontrar um enredo tão fraco (considerando o filme!). onde está a lista de desejos de Jamie? onde está Landon realmente se transformando em uma pessoa melhor? onde está o reverendo Sullivan se preocupando realmente com as questões bíblicas e com o outro? porque a meu ver, no livro, ele somente se preocupava com Jamie, diferentemente do filme, onde fica clara sua objeção ao namoro de Landon e Jamie por ele acreditar que seria injusto também com Landon.

bom, sobre a diagramação, miolo e capa, gostei das páginas amarelas. tenho uma gigantesca aversão a páginas brancas. não sei qual o tipo de papel utilizado e nem a fonte, não encontrei essa descrição no livro, mas meus olhos agradeceram.  ^^ a capa achei meio feinha, eu preferia que fosse a capa do filme, mas enfim, chega de babar ovo da Warner. rs

mas, porém, no entanto, todavia.. mesmo com todas as frustrações no decorrer do livro, procurei analisar por fora, como se eu não tivesse assistido ao filme e consegui dar ele 4 corações! palmas! tem gente que deu três apenas. rs é uma história linda sobre arrependimento, aprendizado e amor incondicional. para quem não leu nem assistiu ao filme, sugiro a leitura primeiro. não faça o contrário ou você corre o sério risco de procurar pelo Landon cafajeste e sedutor no livro, não encontra-lo por lá e morrer de raiva como eu. =D

11 comentários

  1. Eu ainda não li um livro desse autor :( Falam tão bem dele e eu não li unzinho só!
    Não gostei muito da capa também não, mas como dizem que a história é boa, deixei na minha lista de leitura....
    Gostei da ideia de comer amendoim no cemiterio, uma pena que meus amigos nunca fariam isso rsrs'
    Nunca chorei lendo um livro, bem que tento, mas não consigo. Talvez quando eu ler um do Sparks eu chore, pela primeira vez o/
    Vou seguir seu conselho de ler o livro primeiro, depois ver o filme (eu gosto de ler primeiro, de qualquer jeito). 8)

    ResponderExcluir
  2. Oi Kelly!
    sempre que assisto esse filme choro horrores rs e ganhei esse livro essa semana e então acho que sua resenha já sei um pouco da minha reação na hora da leitura!
    beijos chuchu!

    ResponderExcluir
  3. Oi Kelly!
    Eu vi esse filme uma vez, e foi por acaso...achei lindo, lindo. Não chorei, o único filme que me faz chorar só de pensar é "O fantasma da ópera" [meu favorito]...mas fiquei meio tristinha, kkkkk
    Eu não tenho vontade de ler nada desse autor, apesar de falarem muuuito bem. qualquer dia desses eu arrisco um.

    Abracinhos de lacinhos.

    ResponderExcluir
  4. oi querida,
    ainda não li este, mas tenho muuita vontade.
    O filme é lindo, entao o livro deve ser melhor ainda, como todos do Nicholas.
    ótima resenha!
    boa semana
    ;*

    dudsparrow.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Apesar de ter o livro e o filme aqui em casa nunca assisitr nem o li =/

    Mais acho que vou acabar vendo o filme de uma vez para poder entender o porque do bafafá em torno dessa historia =D

    Só espero não me decepcionar =)

    Beijos, Bruns
    onetrackformysorrow.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Pensei em comprar esse livro algumas vezes, mas não sei porque sempre desistia... mas o filme é lindo, choro sempre que vejo, haha.

    Sobre o pó compacto, gosto sempre de usar um baratinho no dia a dia, os mais caros só uso em ocasioes especiais, kkkkk.

    ResponderExcluir
  7. Eu nunca li Nicholas Sparks #shame Mas o filme eu vi e ele é mesmo muito lindo. Sou desse tipo que não chora com livro, só quando tem algum bixinho na história /: rsrsrs Uma vez tentei ler Nicholas, só que eu não sai da segunda página, a narrativa dele não me prendeu.

    Isso é fora do comum, né? Geralmente o livro é melhor e o filme é que estraga, acho que o Nicholas errou a mão um pouquinho, hein x: Ainda assim, tanto faz se é filme ou livro, a história é mesmo linda e tocante!

    Beijos
    Mih - CheiroLivros.com

    ResponderExcluir
  8. Ei Kelly!

    Ah, esse livro/filme é lindo liiiindo *-* Eu também choro lendo livros! Lembro que quando li A Hospedeira, tive que jurar umas dez vezes para minha mãe que não tinha morrido ninguém de verdade HUSUHAUHSAHU
    Eu amo os livros do Nicholas, mas neste caso eu também prefiro o filme. Acho que me emocionou mais, e eu também senti uma tremenda falta da lista de desejos da Jamie!

    Bjoos'
    Lets

    ResponderExcluir
  9. Oi Kelly, te indiquei pra um selinho lá no blog http://lerimaginarcriar.blogspot.com.br/2012/07/selinho.html xP

    ResponderExcluir
  10. Minhas amigas são muito apaixonadas pelo filme baseado nesse livro, tanto que eu até fiquei curioso para ve-lo, e confesso que achei o filme bom, mas não achei tão emocionante quanto a maioria das pessoas fala, quero ler o livro pois todos falam que ele é muito diferente do filme e consegue ser mais emocionante que ele.
    Abraços.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. HSUAHSUA eu nunca li um amor para recordar, é um dos livros que mais tenho vontade. Adorei sua sinceridade ao dizer que prefere o livro. E MANO VOCÊ SUMIU DE NOVO DO BLOG hsuahsuahsua (não posso falar nada pq tb sumi, but i'm back)
    Esse filme eu assisti pela primeira vez na igreja XD
    é tão lindo *-*

    ResponderExcluir

Olá, queridos! Muito obrigada pela visita!

Seu comentário será sempre retribuído, desde que ele não seja ofensivo ou contenha apenas propaganda. Não custa ler a postagem antes de dar sua opinião, custa? Se custar, me fale o preço e eu vou analisar bem se sua visita vale o que você tá pedindo. rs

No mais é isso, me sigam e eu sigo de volta. ^^

beijos, beijos

Topo