o anjo que não tinha asas .~*



para Gilberto Borges Canuto

mais uma vez sentiu sua presença ali, bem ao seu lado. era sempre nessas horas que ele aparecia, como que para salva-la de todo mal que pudesse acontecer. ele estaria ali a qualquer tempo, essa era a promessa, e ela sabia que ele cumpriria com a sua palavra. e, mais uma vez, sentiu sua presença ali, ao seu lado, para protegê-la.

não chegou a conhecê-lo pessoalmente, mas sabia mais sobre ele que qualquer outra pessoa. mais até que alguns que conviveram ao seu lado. buscava a todo instante saber detalhes de sua vida. dos seus gostos, suas manias, as histórias que contava.

tinha fotos, muitas fotos antigas. mas preferia a imagem que sua mente lhe mostrava. na sua imaginação ela sempre estava presente ao seu lado, num abraço forte e aconchegante, diferentemente das fotos, que sempre mostravam um homem sorridente, mas solitário.

toda noite era a mesma coisa. ela fechava os olhos e se entregava aos devaneios. vislumbrava uma vida completamente diferente. não que esta em que se encontrava atualmente fosse ruim, longe de disso, mas algo lhe faltava. a ausência dele causava dor. dor física e psicológica. e o fato de saber que não existia na medicina remédio para tal dor era frustrante. mas, com o cerrar das pálpebras tudo era diferente. a família estava completa, ele estava ao seu lado e isso lhe fortalecia.

era somente com os olhos fechados que conseguia enxergar de verdade. a vida somente passava a ter sentido à noite, pouco antes do adormecer, quando o sono chegava e, enfim, pudesse se entregar à felicidade plena e satisfatória. durava pouco, mas era o necessário para continuar a vida.

e, então, mais uma vez, sentiu sua presença. ele se aproximou lentamente, com receio de assusta-la. ela estava distraída desta vez, sentada ao chão, focada nas palavra que escrevia numa folha de papel. queria mostrar-lhe seu dom, queria dizer a ele o quanto se sentia orgulhosa por saber que essas palavras, toda a inspiração para escrever, havia herdado dele. tinha orgulho de ser sua filha. 

o anjo aproximou-se um pouco mais dela, não disse nada, ficou ali, imóvel em sua frente, apenas prestando atenção ao que ela fazia. não tinha asas, não tinha auréola. suas vestes eram comuns. mas a luz que emanava  dele e a segurança que transmitia a quem estava perto não deixavam dúvidas, ele era sim um anjo. e estava ali para guarda-la. de todo mal, de todo medo.

ela sentiu-se abençoada. ainda com o olhar focado nas últimas linhas que escrevia, sorriu. o sorriso mais verdadeiro, espontâneo. sabia que ele estava ali. sentiu sua presença, sentiu seu abraço antes mesmo dele tê-la abraçado. sentiu-se verdadeiramente amada. enfim, colocou o último ponto final no que havia escrito. levantou-se apressada e olhou-o nos olhos, seus sorrisos se encontraram, disse então, com intensa emoção - Pai! - e, com olhos marejados, os dois abraçaram-se!

longos minutos se passaram e, como um gesto de gratidão entregou a ele, ao seu anjo da guarda, a carta que lhe havia escrito. ele então se pôs a ler as palavras dela, se emocionando logo no início, onde com uma caligrafia semelhante à sua, se encontrava o título: O Anjo Que Não Tinha Asas. 

--------------------------

* estive ausente aqui, mas me perdoem! muita coisa boa tem acontecido na minha vida e durante esses dias que se passaram foi praticamente impossível conciliar a vida social com a virtual. agradeço de coração a Deus, primeiramente, por todas as realizações, a todos que visitam aqui todos os dias, aos que comentam e a todos os amigos no geral. MUITÍSSIMO OBRIGADA POR TUDO! em breve voltarei pra contar as novidades. desejo a todos vocês um SUPER FELIZ NATAL, tudo de melhor hoje e sempre!!! :D

14 comentários

  1. Lindo kelly!!!! Vc sabe que amo seus textos, ele descrevem uma emoção sincera, verdadeira, nos passam sentimentos reais, por meio deles mergulho na emoção e tenho a oportunidade de vislumbrar que ainda existem sentimentos verdadeiros sem egoísmo.
    Parabéns, continue nos privilegiando com esse turbilhão de sentimentos que nos dão esperança de um futuro melhor.
    Felicidades sempre!!! Beijos!<3<3<3

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto!! *--*

    Feliz Natal para você também Kelly!!!!

    ResponderExcluir
  3. Você me emocionou... Que lindo!
    Foi impossível conter as lágrimas!
    Que texto lindo!

    Beijão flor e feliz natal!!
    Pri
    Baú de Histórias

    ResponderExcluir
  4. Texto lindo emocionada aqui
    www.eusoumuitovaidosa.com

    ResponderExcluir
  5. Kellynha como vc passou o natal?Espero que bem, depois dá uma passadinha la no meu blog pra vc ver o meu post de natal, tem fotinhas :D
    Lindo texto, amei!
    Beijos flor!

    ResponderExcluir
  6. Olá, nos ajude a chegar na meta de 800 seguidores até o fim do ano? Estou contando com você e te espero lá, beijos.
    http://fasesdegarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Kelly minha flor,

    Mil desculpas pela ausência, mas não preciso mais dizer quem está tomando meu tempo né? rsrssr aquele danadinho que tem 3 letrinhas por nome rsrsrs
    Muita saudade Kellinda \o/ te desejo um 2013 perfeito, e que vc continue a nos emocionar com seus textos brilhantes.

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  8. Que lindo! *-* Queria ler a carta. ioaoiaoiaoi'
    Você tá que nem eu agora, hein? Bom saber que tenho leitores compreensíveis, que sabem que vida social e vida de blogueiro se repelem veementemente xD
    Feliz Ano Novo, mana! ;*

    ResponderExcluir
  9. Sou hiper sensivel a textos de pai. Acho que não tenha um que não me deixe com olhos marejados, porque meu pai é um anjo pra mim. lindo, lindo.

    ResponderExcluir
  10. Ca-ra-lhooooo que texto foi esse Kelly!!! texto falando sobre pais sempre emocionam, é verdade, mas esse seu em especial foi demaissss!!! Estou profundamente emocionado com essa homenagem que você fez pro seu pai e feliz em saber que sua literatura continua sempre gostosa de ler, linha a linha, palavra a palavra, emocionando ou fazendo rir! Obrigado pelo texto!

    ResponderExcluir
  11. Respostas
    1. 😍 obrigada pelo carinho de sempre, querida minha!

      Excluir

Olá, queridos! Muito obrigada pela visita!

Seu comentário será sempre retribuído, desde que ele não seja ofensivo ou contenha apenas propaganda. Não custa ler a postagem antes de dar sua opinião, custa? Se custar, me fale o preço e eu vou analisar bem se sua visita vale o que você tá pedindo. rs

No mais é isso, me sigam e eu sigo de volta. ^^

beijos, beijos

Topo