resenha ~ Sérgio Moro: O Homem, o Juiz e o Brasil



Conheça a vida de Sérgio Moro, desde a infância em Maringá até a trajetória acadêmica, a participação nos programas promovidos pelos Estados Unidos sobre lavagem de dinheiro, as inspirações, além das amizades que construiu ao longo dos anos e como veio a se tornar juiz federal. Você perceberá que o juiz Sérgio Moro, durante sua carreira, conduziu outros grandes casos de combate a corrupção no Brasil, como o Escândalo do Banestado, o Farol da Colina e o Mensalão, antes mesmo de comandar a operação Lava Jato, o esquema bilionário de desvio e lavagem de dinheiro que envolveu a Petrobrás e trouxe enormes perdas para o país. 

Nesse importante momento histórico, você notará que Sérgio Moro é hoje a figura mais representativa em um processo de evolução que virou sinônimo de esperança para o povo, além de se tornar um símbolo que abre a possibilidade de darmos um salto ético e crer que dias melhores estão por vir na nação brasileira.

Desde antes do lançamento deste livro, do autor Luiz Scarpino, advogado e professor na Universidade de Ribeirão Preto, ele já havia entrado para a lista dos meus desejados. Pelo tema que aborda e pela imparcialidade que eu sabia que encontraria no livro, coisa rara de se ver hoje em dia tanto nas mídias sociais quanto no jornalismo das redes de tv.

Sérgio Moro: O Homem, o Juiz e o Brasil é um livro que aborda de forma clara e de fácil entendimento, um breve histórico da vida do juiz Sérgio Moro. É narrada cronologicamente sua vida desde o nascimento, sua formação, especializações, até chegar onde chegou, uma figura que se tornou símbolo da luta contra a corrupção no Brasil.

“Sérgio Moro é um homem branco, de meia-idade (44 anos), sotaque característico da região Sul, retratado pela mídia com semblante sério, incisivo, em que transparece ao mesmo tempo severidade e confiabilidade. Não deve ser considerado cavaleiro solitário. Não é cruzador isolado do combate à corrupção. É sim um servidor, dotado de inteligência invejável, falível como qualquer ser humano”.

Ao contrário do que pode parecer ao se ver pela capa, que traz estampada o rosto do juiz Sérgio Moro, o livro não é uma biografia. Narra um breve histórico da sua vida, mas foca especialmente nas principais operações na qual o juiz a teve participação relevante, como Banestado, Farol da Colina, Operação Fênix, Lava Jato, e, para surpresa de muitos, o Mensalão, quando auxiliou a ministra Rosa Weber no julgamento de um dos maiores escândalos de corrupção do país, a pedido desta mesma ministra, pela experiência de Moro em crimes desta natureza.

Cada uma destas operações é exposta de forma simplificada ao leitor, tendo expressões muito atuais como “delação premiada” “condução coercitiva” e palavras como “lobista” e “doleiro” explicados de forma clara e objetiva, o que torna a leitura muito prazerosa, mesmo àqueles que não são grandes fãs de assuntos jurídicos e políticos. Também são explicados como e por quem são escolhidos os nomes das operações, o que é muito interessante.

O livro é dividido em capítulos e possui um sumário, o que torna fácil localizar o assunto sobre o qual você deseja ler. Possui várias citações de revistas e portais jornalísticos, bem como citações do próprio juiz Sérgio Moro.

“Sobre a delação premiada, não se está traindo a pátria ou alguma espécie de “resistência francesa”. Um criminoso que confessa um crime e revela a participação de outros, embora movidos por interesses próprios, colabora com a Justiça e com a aplicação das leis de um país. Se as leis forem justas e democráticas, não há como condenar moralmente a delação; é condenável, nesse caso, o silêncio. ” (MORO, op. cit.)

Sobre divulgação das interceptações telefônicas de Lula na operação Lava Jato, alvo de muitas críticas de juristas e, principalmente dos envolvidos, Moro se justifica brilhantemente ao afirmar que:

“A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras. ”

É uma excelente opção a todos, principalmente àqueles que desejam saber mais, e de forma imparcial, sobre a investigação do maior escândalo político do nosso país até hoje, a Operação Lava Jato, apesar da operação ainda estar “no meio do caminho”, por assim dizer.

É uma leitura simples e agradável. Uma leitura valiosa!

8 comentários

  1. Eu sinceramente nem sabia que tinha um livro falando sobre ele, tem quem goste e quem não goste, mas acho que a leitura vale.

    Beijos

    Blog Lua Soares

    ResponderExcluir
  2. Olá, Kelly.
    Eu sempre quis saber de onde eles tiram esses nomes hehe. Acho que o livro deve ser bem interessante. Hoje em dia é dificil acreditar nos meios de comunicação porque eles não são nem um pouco imparciais. Mas não sei se leria porque prefiro ler ficção.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Eu não sabia mais gostei da resenha, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  4. Oi Kelly!

    É muito difícil ler biografias, mas é sempre bom sair às vezes da zona de conforto e é bom saber que o livro é imparcial!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Ta ai um gênero que não consigo ler, biografias.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Já sabia sobre o livro e gostei bastante da sua resenha.
    Estou te seguindo.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia

    ResponderExcluir
  7. Oie
    Livro interessante, ainda não tinha visto. mas não faz muito meu estilo de leitura.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu já tinha visto esse livro nas lojas e fiquei curioso, mas a princípio com medo de ser mais um lançamento oportunista. Agora perdi esse receio com a resenha. Acho que o atual momento do país exige que a gente esteja atento para não ser ludibriado por quaisquer artimanhas políticas, independente de partidos.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir

Olá, queridos! Muito obrigada pela visita!

Seu comentário será sempre retribuído, desde que ele não seja ofensivo ou contenha apenas propaganda. Não custa ler a postagem antes de dar sua opinião, custa? Se custar, me fale o preço e eu vou analisar bem se sua visita vale o que você tá pedindo. rs

No mais é isso, me sigam e eu sigo de volta. ^^

beijos, beijos

Topo